Os meus poemas... «A poesia/ O poema/ O teorema/ Da fantasia» Simão
Domingo, 26 de Dezembro de 2010
Boas Festas

Em breve irei continuar a publicar mais poesias.



publicado por Simão às 22:10
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Domingo, 4 de Abril de 2010
Boa Páscoa


publicado por Simão às 21:34
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 27 de Dezembro de 2009
Boas Festas

Desejo a todos que me visitam um Bom Ano!
 



publicado por Simão às 16:07
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Terça-feira, 28 de Julho de 2009
"Escrevo no silêncio"

 

Nancy Ortenstone "Melody for the Muse"

 

Escrevo no silêncio
Como quem escreve no papel.
Risco traços imaginários
Sob a luz forte da Fantasia.
E o poema assim erguido
Não tem limites nem rima.

 

Simão


publicado por Simão às 16:41
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 26 de Julho de 2009
"Os melhores amigos do mundo"

Quadro de Nicole Martinay

 

 

Estou só
E não estou só
Tenho comigo a solidão
o silêncio
E uma musa simpática
Que vive entre os meus cabelos.

  

Os melhores amigos do mundo!

    

A solidão
Permite-me passear
Nu pela sala
Sem máscara nem fantasia. 

  

O silêncio

Permite-me pensar
E ouvir o que penso.

 

E a Musa...
Bem a Musa
Num rompante
Despe a blusa
Num bailado fascinante.

 

E o poema acontece.

  

Simão


publicado por Simão às 17:30
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 21 de Maio de 2008
"Duro é o silêncio"

 

 

 

                                          Celine Nerbelow - "Circle Dreams I"

 

 

 

Duro é o silêncio
Das noites vazias
Doces as fantasias
Que entre sonhos
Me fazem companhia

 

Simão


publicado por Simão às 15:42
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Sábado, 22 de Março de 2008
"Sou um inventor de cenários"

Alegoria"de Aline Pottier

 

CENA I

 

Sou um inventor de cenários
Onde me movimento
Fingindo ser poeta
Sou um actor interpretando
O poeta solitário e triste
que sou.

 

CENA II

 

Sou um poeta
Fingindo ser actor
Entre cenários inventados.

 

CENA III

 

Sou o poeta
O cenário
O actor
E tudo é fingimento.

 

 

Simão


publicado por Simão às 20:24
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 21 de Março de 2008
«Sou o eterno viajante»


 

"Coração na Natureza"- autor da foto Nuno Rocha (Net)

 

Sou o eterno viajante.
Vagueio pelos séculos
À deriva
Em solitária busca

 

 

Que busco?
O meu mundo! O meu tempo!
Sou o eterno estrangeiro
Não reconheço esta paisagem
Não é aqui o meu lugar
Quem sou?
Houve um erro
Teve que haver um erro...
A Natureza não é infalível!
Simão


publicado por Simão às 17:52
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

Sábado, 22 de Dezembro de 2007
Bom Natal


publicado por Simão às 20:48
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Terça-feira, 19 de Junho de 2007
"Quisera..."

Aline Pottier

 

Quisera fazer um poema
Que por ti fosse cantado
Quisera que aqui estivesses
Quisera ter-te a meu lado

 

Estes versos são o meu canto
Meu canto desesperado
São versos que eu criei
Para ti enamorado

 

Trago o silêncio na alma
E sombra no coração
Tenho a tristeza no corpo
E na voz esta canção

 

Já só me resta a saudade
E a esperança de que um dia
(Talvez na eternidade)
Voltes a amar-me Maria.

 

 

Simão.
 
 


publicado por Simão às 17:20
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|

Domingo, 6 de Maio de 2007
Feliz dia,mãe

 

Feliz dia da mãe!


publicado por Simão às 15:29
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Quarta-feira, 25 de Abril de 2007
25 de Abril
"25 de Abril", dia da revoluçao da liberdade e da democracia.

 

 

 



publicado por Simão às 14:56
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Sexta-feira, 6 de Abril de 2007
"Páscoa Feliz"
A todos que me visitam desejo uma  PÁSCOA FELIZ!

 


"Ressurreição" - El Greco


publicado por Simão às 15:38
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Domingo, 1 de Abril de 2007
"Os poemas que sonhei"
Fragonard

 

Os poemas que sonhei
Quisera dar-tos a ti.
Se ainda não os não escrevi
É que escrevê-los não sei

 

Estava sonhando, acordei
E depressa os esqueci.
Ainda os não escrevi
E por isso não tos dei.

 

Se de novo os sonhar
Prometo que os guardarei
Onde os possa recordar.

 

E só então tos darei.
Mas se não tos puder dar...
É que escrevê-los não sei!

 

Simão


publicado por Simão às 15:11
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Terça-feira, 20 de Fevereiro de 2007
"Sonhador"
"Tempestade musical" de Salvador Dali
 
Sonhador alucinado
Vivo em sonhos
Os impossíveis reais.
Ah se fossem realidade...

Mas se o fossem
Os sonhos
Cessavam de o ser
E eu enlouquecia.
Porque...
Não sei viver sem sonhar?

Ah sonhar, viver...
Ser a fantasia
Do ser sonhado...

 

Poema escrito por Simão

 

Salvador Dali foi um importante pintor catalão, conhecido pelo seu trabalho surrealista,nasceu a 11 de Maio de 1904 em Figueres em Espanha e faleceu em 1989 na mesma localidade.



publicado por Simão às 22:34
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Quarta-feira, 20 de Dezembro de 2006
«Ergui o silêncio»

 

I

Ergui o silêncio
Sólido
Muro
De pedra construído


Fitei o silêncio
O muro
A construção

II

Quebrei o silêncio
Frágil
Cristal
Em estilhaços


Fitei o nada
O cristal
Os pedaços

 

Escrito por Simão


publicado por Simão às 16:06
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

Segunda-feira, 30 de Outubro de 2006
«No comboio do Luau...»

 

Filho
Cede-me as tuas asas.
Quero voar
Sonhando os teus sonhos
Infantis.
Dá-me boleia
No comboio do Luau...
Nos carris da fantasia
Voemos

Partiiidaaa...

 

Cá vamos nós
Cabelos ao vento
No comboio encarnado
Que tem um homem
E um sino dourado
Na máquina.

 

Tlim - tlim tuut-tuuuut...
Tlim - tlim tuut-tuuuut...

 

Velozes
Passam por nós
A paisagem e as pessoas.
- Adeus vamos no Luau.
Cabelo ao vento...

 

Ah! Filho!
Estas lágrimas...
Não são saudade
Ou tristeza
São...
Do vento e do pó
Batendo nos olhos.

 

Simão 

(poema dedicado ao meu filho Tomás)


publicado por Simão às 14:36
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

Domingo, 6 de Agosto de 2006
"Aqui"

Imagem da net- "Olhares"

 

Aqui sentado
Fumo
Cigarro após cigarro
E sonho

 

Sonho
As horas passam
E a noite
Indolente
Passeia sem pressas

 

Tomo café
Acendo outro cigarro
Escrevo...
Escrevo estes versos
Sem pretensões
Apenas pelo prazer
De ver
Escritas as coisas
Que fluem do pensamento
Ou antes: Que escorrem
Docemente
Vagarosamente
Como o mel
De um frasco tombado

 

Hoje
Caso raro
As palavras manam
Espontaneas
Fluidas
Límpidas!
Amáveis palavras
Fiéis amigas
As únicas que tenho
Um último cigarro...
Derradeiro olhar à noite...
E vou deitar-me.
 
Simão


publicado por Simão às 19:44
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Terça-feira, 25 de Julho de 2006
"Eis-me aqui"
"Guernica" de Pablo Picasso

 

A propósito dos conflitos no Médio Oriente. 

Eis-me aqui
Sentado a escrever versos

 

Entretanto, homens perversos
Torturam outros homens.
Nas masmorras
Calca-se a dignidade
 Os ideais e a verdade.

 

Riem-se os perversos
E eu a escrever versos

 

Por todo o lado, a dor e a morte
passeiam nas botas do poder.

 

E eu sentado a escrever

 

Mas é o verso uma arma
E o poeta um guerreiro
Que solta a sua pena
Revolucionário o poema
O grito libertário.
É também o mensageiro
E canta o homem novo
Livre, livre e inteiro
E põe na voz do povo
A canção, a poesia
D'um hino à liberdade.
E conhece o cativeiro
O poeta
A tortura, o sofrimento
A mordaça.
Mas podem roubar-lhe a voz
Amarrá-lo com mil nós
Que mesmo sem a sua pena
Ele traz solta na mente
A esperarança, a liberdade
A revolta intransigente
A verdade de um poema!

 

Simão


publicado por Simão às 15:19
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|

Quarta-feira, 19 de Julho de 2006
"Versos meus"

 

     Versos meus

                                                                        Vagos desejos

      De ser poema

        Por minha pena

                                                                      Derramados

                                            No papel                                              

   Triste pincel

                                                          Este

            Riscando sangue

             No corpo exangue

                                                               Poema 

Delírio vão

      Triste canção 

                                                            Inútil

    Triste poeta.

 

Poema escrito por Simão.  



publicado por Simão às 20:35
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

Sábado, 8 de Julho de 2006
"Oficina semente"
White Hurst

 

Nesta oficina semente
Onde germina a alquimia
O operário diligente
Emprega no seu labor
(que a paixão propicia):
A graça volátil do amor
A emoção, a aventura
Volúpias de fantasia
E uma nuvem de amargura.

 

 

Escrito por Simão


publicado por Simão às 17:00
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Sábado, 1 de Julho de 2006
"Sonho"

Miro

 

Sonho!
Essa outra vida
Desse outro Eu
Dimensão Indimensível
Onde Sou
Sem limites Livre.

 

Escrito por  Simão


publicado por Simão às 15:08
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

Segunda-feira, 19 de Junho de 2006
"Atenção! Perigo iminente..."

Mia Moore - "Caligrafia"

 

Atenção!
Perigo iminente.
Operário inventor
De génio incandescente.

 

Este laboratório
Deve ser fechado.
Silêncio obrigatório!


Prevenção Especial!
Constitui obrigação
O uso ocasional
De Máscara de protecção
Artifício essencial
Diante da revelação
Do pecado original:
A Génese! A Criação!

Escrito por  Simão



publicado por Simão às 16:56
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

mais sobre mim

Salvador Dali

--------------------------------------------


Dezembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

27
28
29
30
31


posts recentes

Boas Festas

Boa Páscoa

Boas Festas

"Escrevo no silêncio"

"Os melhores amigos do mu...

"Duro é o silêncio"

"Sou um inventor de cenár...

«Sou o eterno viajante»

Bom Natal

"Quisera..."

Feliz dia,mãe

25 de Abril

"Páscoa Feliz"

"Os poemas que sonhei"

"Sonhador"

«Ergui o silêncio»

«No comboio do Luau...»

"Aqui"

"Eis-me aqui"

"Versos meus"

"Oficina semente"

"Sonho"

"Atenção! Perigo iminente...

arquivos

Dezembro 2010

Abril 2010

Dezembro 2009

Julho 2009

Maio 2008

Março 2008

Dezembro 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Fevereiro 2007

Dezembro 2006

Outubro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

pesquisar
 

"AMIGOS QUE ME VISITAM "

"BLOGS AMIGOS"

A luz do Voo

Branco e Preto I

Ecos do Tempo

Menina do Mar

Rotação dos Tempos

Canto da Conchita

...

subscrever feeds